Cultura da Cidade - Onde está?

Cultura da Cidade - Onde está?

Olá. Tô de volta.
Demorei, mas estou aqui pra comentar mais sobre os assuntos da nossa cidade.

Eu gostaria muito de poder escrever sempre um artigo por semana, ou quem sabe até dois, mas eu não tenho computador próprio e fica difícil pra mim editar meus artigos no trabalho, pela correria que acontece lá.
Mas vou ver se agilizo essa parte, e caso queira me ajudar, criei uma página de contribuição no site. Dá uma passada lá clicando aqui >> CONTRIBUIÇÃO.


Agora vamos ao ponto, destacando o título da postagem: Cultura da Cidade - Onde está?

Recentemente aconteceu em nossa cidade a 2ª edição do Festival do Milho, que aconteceu no bosque municipal. Muito legal com shows, comidas caras derivadas do milho, como: mingau, milho cozido, pamonha, pastel... não, pera... pastel não. Mas tinha lá.
Não pude participar da 1ª edição ano passado pois eu não estava aqui, mas também não iria mudar a vida de ninguém, não é mesmo? .. Não respondam.

Até aí tudo bem, apesar de eu não ver na história Ouro Preto tendo destaque na produção de milho da região. Mas gostei do evento, pois é um evento que tira essa 'paradeira' da nossa cidade.
Ficaria mais cabível fazer uma festa em homenagem ao café, ao cacau ou até ao leite, pois já fomos bem mais notados no estado nessas áreas, sendo a maior bacia leiteira do estado na época de ouro de Ouro Preto.

Veja fotos do evento abaixo (não ficaram legais não):



Então né.
Como eu ia dizendo, gostei da ideia por ser um evento, evento mesmo, mas se homenageássemos o café, cacau ou leite ficaria mais representado pela história. Até porque isso é cultura.
Homenagear aquilo que nos trouxe avanços, aquilo que marcou nossa história, isso sim é representar a cultura do lugar.
E como nossa cidade está escassa de eventos que mobilizem a população, o festival foi bem aceito e com certeza dará prosseguimento nos anos seguintes.

Acho que nossos secretários culturais, se tivermos algum, deveriam começar a trabalhar mais e realizar mais eventos culturais, pois somos um povo abençoado de criatividade e de recursos naturais favoráveis. Posso citar algumas idéias:

  • Se tivéssemos uma feira artesanal aberta, as pessoas poderiam expor suas criatividades, em bordados, pintura, costura, arte com frutas ou até aqueles com coquinhos, sabe? Poderíamos conhecer as mentes criativas que trabalham bem com a borracha reciclada de pneus, garrafas pet, latinhas e outras coisas. Temos pessoas mais velhas experientes em sua vida que fazem esse tipo de trabalho aqui na cidade e merecem um evento para apresentar sua arte para nós mesmos. Quem sabe nessa feira poderíamos até acrescentar os ótimos desenhistas que estão por aí desenhando em quadros, cadernos e deixando esquecidas suas artes sem um lugar para apresentar, grafiteiros que sofrem com a ignorância da sociedade que os confunde com 'pixadores', e não tem lugar para apresentar seus trabalhos. Que custo isso teria para nossa cidade? Nenhum absurdamente impossível de arcar. Precisaríamos apenas de um espaço (que temos vários na cidade), mesas, entre outras coisas.
  • Nós temos uma praça rica de história que sofre a degradação e o castigo do tempo e da natureza, onde percebemos que as administrações não ligam para nossa cultura realmente, vendo o deprimente estado dessa praça que já foi local de aconchego de tantas crianças e famílias. E se transformássemos ela na nossa 'Praça da Cultura', construindo em lugar de sua antiga quadra de areia um museu municipal onde conheceríamos mais sobre a nossa história, tendo já mesmo ali na praça o monumento em madeira onde está esculpido toda a história da formação da cidade. Mas tem que andar rápido, pois o monumento está apodrecendo.
  • E se nós tivéssemos espalhados pela cidade, enfeites e decorações que alegrasse nosso dia, deixando nossa cidade 'estância turística' mais agradável aos olhos, chamando a atenção dos visitantes para a história da cidade.
Estas são algumas das minhas idéias. Espero que tenha agradado a você que leu esse conteúdo até aqui. Deixe você também nos comentários a sua ideia para restaurarmos a cultura de Ouro Preto do Oeste.

Veja também:
Deixem os meninos empinarem, no local certo.

Deixem os meninos empinarem, no local certo.

Recentemente em nossa cidade (estância turística) tivemos uma operação policial, do estilo blitz, onde foram apreendidas várias motos juntamente com seus condutores na praça principal do município. Os policiais já vinham monitorando um grupo de jovens que praticavam direção perigosa nas ruas da cidade, principalmente nas noites de quarta-feira em frente a praça da Matriz, localizada no centro da cidade, próximo à feira municipal, onde acontece um evento municipalmente conhecido como Pastel.

Imagem da internet

Aquela área é ocupada por jovens que saem a noite para encontrar seus amigos, conversar, brincar, reunir a família galera e se divertir. Também circulam por alí famílias que saíram juntas a noite para saborear um delicioso pastel ou um açaí, acompanhada de suas pestes crianças.
Sim. Criança dá trabalho, atravessa a rua correndo do nada, faz escândalo e tudo mais. E na praça da matriz a noite não dá muito certo deixá-las descuidadas. Principalmente quando se tem jovens que gostam de empinar, aparecer para o público ali presente e, de vez em quando, dar uma ralada em suas costas e traseiros naquele asfalto.

Imagem da internet

Aquela operação gerou uma polêmica municipal discutida por várias pessoas, com várias opiniões diferentes, e em várias lugares. Seja em casa, no trabalho ou na internet, só se falava da blitz e das motocas presas. E pra completar, sobrou para as pessoas da internet que falaram mal, xingaram ou criticaram o trabalho da polícia nas redes sociais.

Onde parece ser uma terra sem lei, mas não é. Onde muitos escrevem o que querem, lêem o que não querem e consegue-se tretar bastante sobre um assunto. Aconselho terem mais cuidado, pois no dia seguinte um processo pode bater a sua porta, ou ser exposto publicamente se retratando por algo ofensivo direcionado à uma pessoa ou orgão.

Liberdade de exprêssão - Clique aqui para saber mais

Mas vamos agora a uma possível solução para os problemas de todos nós, onde deixarão muitas pessoas felizes e trará benefício e entretenimento para o município, a meu ver.

Realmente, em vias públicas, qualquer manobra que ponha em risco a segurança alheia caracteriza-se como direção perigosa:

Artigo 34 do Decreto Lei nº 3.688 de 03 de Outubro de 1941
Art. 34. Dirigir veículos na via pública, ou embarcações em águas públicas, pondo em perigo a segurança alheia:

Pena - prisão simples, de quinze das a três meses, ou multa, de trezentos mil réis a dois contos de réis.
Fonte: JusBrasil.com.br

Contra isso não há choro que livre. É parte da consciência de cada cidadão.
Tenho certeza que nenhum dos garotos que empinam gostariam de ter sua mamãe atropelada por um rapaz que se desequilibrou enquanto manobrava sua meiota sobre uma roda, e a atingiu enquanto ela voltava do IG com uma sacola cheia de compras, e perceber que seu iogurte estourou com o impacto. Seria muito trágico.
Então é bom pensarmos que existem várias mães, pais, irmãos de várias pessoas na rua, e que ninguém pode prever o imprevisível.

Mas a pergunta que eu e meus primos e primas estávamos questionando é?
- Mas havia um local para praticar manobras na área do ginásio municipal. O que aconteceu?

E a resposta é: - Não sei.

Realmente havia um local no complexo do módulo esportivo onde os jovens impinavam suas barulhentas, ralavam suas bundas, e a sociedade não tinha nada a temer e a ver com aquilo. Mas por algum motivo de força maior aquele local foi fechado e os rapazes não puderam mais brincar ali.

Mas porque fecharam? .. Vai saber né.. Só Jesus pra entender essa nossa prefeitura e a nossa querida promotora Dra. Alba da Silva Lima. Porque tudo que acontece de estranho na nossa cidade é atribuído a ela. Não sei se é verdade, mas dizem que é. (risos)

Visto expulsos do local onde se divertiam e se ralavam pra passar merthiolate em casa, ficaram sem rumo igual cachorro sem dono. E para onde vai um cachorro sem dono e sem quintal? .. Sim meu amigo, para a rua (com todo respeito rapazes, não estou chamando vocês de cachorro.. É nóis truta). Então não culpe os garotos, culpe os responsáveis por tirarem o seu playgroud ou parquinho pra você entender melhor.

Contudo, vejamos uma solução.

Se a secretaria de esportes está vendo o interesse dos meninos em praticar manobras perigosas e intrigantes, se eles vêem pessoas apaixonadas por motos se arriscando nas ruas da cidade, que gostam de se exibir, chamar atenção do público e das gatas maria duas rodas, se nossa cidade está uma paradeira total sem cultura ou animação para nada mesmo tendo o falso título de estância turística, porque não criam eventos de rua para entreter a cidade, divulgar o talento dos garotos e criar movimento pra essa nossa Ouro Preto que está mais para ser do "Velho Oeste"?
Será que não temos verbas na secretaria de esportes?
Se não temos verbas para criação de eventos envolvidos com o esporte e cultura, para onde está indo esse dinheiro?

Imagem da internet

Não estou questionando a autenticidade da existência dessa verba ou de estar sendo desviado para outros fins, mas como cidadão e desportista da cidade, e principalmente como alguém que gostaria de ver esta cidade crescer e seu um lugar melhor para todos, eu desejo muito saber porque nada é feito para benefício do esporte, cultura e lazer deste município. Algo que já está esquecido a muito tempo.

Imagem da internet

Mas como um legítimo ouropretense do oeste de coração, filho da terra, eu acredito que tudo terá uma resolução e que nossa administração atual e competente trará uma solução rápida para isso. E chegando esta postagem até seus olhos, eles analisarão as opiniões aqui mostradas e apresentarão também seus pontos de vista para uma solução rápida e fácil. Reconstruindo assim a paz entre os praticantes da modalidade motociclística e as autoridades municipais.


Lembrando que para todo problema há solução.

Apresente seu ponto de vista e comente a publicação.
Se concorda ou descorda de algo, gostaria muito de conhecer sua opinião.
Compartilhe nas redes sociais nos botões abaixo:

Praça dos Imigrantes - História da cidade que não pode se perder

Praça dos Imigrantes - História da cidade que não pode se perder

A nossa cidade é uma cidade muito nova se comparada com as grandes cidades do Brasil, mas não deixa de ter uma boa história para contar para às gerações futuras.

Nossa história está em nossos rios, linhas, monumentos, montanhas, bairros e praças. Principalmente a Praça dos Imigrantes, localizada na rua Ana Nery, nos fundos do Irmãos Gonçalves e em frente a Móveis Gazin.

Foto: Praça dos Imigrantes Ouro Preto do Oeste/Arquivo Pessoal

Foto: Praça dos Imigrantes Ouro Preto do Oeste/Arquivo Pessoal


Uma das mais antigas, senão a mais antiga, das praças de nossa cidade. Ela contém e conserva ainda as calçadas originais, hoje bem danificadas, seus traços traduzem a primitiva arquitetura do início da nossa cidade, e também possui o mais precioso monumento a história de Ouro Preto do Oeste, considerado por mim um dos mais importantes da nossa cidade.

A tora erguida no centro da praça conta a história de nossa colonização, desbravamento, divisão, de onde vieram os povos, entre outras coisas. Tudo desenhado e esculpido em madeira.

Foto: Praça dos Imigrantes Ouro Preto do Oeste/Arquivo Pessoal


Mas infelizmente o tempo passa e tanto a praça quanto o monumento estão bem danificados, necessitando de restauração para que não percamos os contadores mudos de nossa história. Aquela praça necessita urgentemente ser recuperada. Precisar de um olhar especial, tanto da administração para restaurar, quanto da população para cobrar essa restauração, pois ela faz parte da nossa cultura, da nossa história e do nosso turismo.

Aquela praça constantemente fica abandonada, com lixo espalhado e o mato crescendo descontrolado. Vez e outra a prefeitura faz uma limpeza, mas recuperar aquele bem precioso, nada!

Foto: Praça dos Imigrantes Ouro Preto do Oeste/Arquivo Pessoal

Foto: Praça dos Imigrantes Ouro Preto do Oeste/Arquivo Pessoal

Foto: Praça dos Imigrantes Ouro Preto do Oeste/Arquivo Pessoal

Foto: Praça dos Imigrantes Ouro Preto do Oeste/Arquivo Pessoal

Foto: Praça dos Imigrantes Ouro Preto do Oeste/Arquivo Pessoal

Foto: Praça dos Imigrantes Ouro Preto do Oeste/Arquivo Pessoal

Foto: Praça dos Imigrantes Ouro Preto do Oeste/Arquivo Pessoal


Local de repouso para várias pessoas que ali perto trabalham ou que estão na rua para passeio por ter suas belíssimas árvores e uma sombra fresquinha. Ela merecia uma melhor atenção.
Obrigado por ler até aqui.
Por favor, comente.

E se você tem boas lembranças, um certo amor por aquela praça ou quer ver uma cidade mais limpa, linda e organizada, compartilhe essa postagem nas redes sociais.
Bicicletas Paradas

Bicicletas Paradas

O índice de pessoas sedentárias e anti-atléticas aumenta a cada dia com a compra de uma nova moto ou carro. Não estou questionando o conforto e a segurança proporcionado por eles, mas o mal costume imposto pela agilidade dos mesmos em resolver nossos problemas, como ir ao supermercado, chegar ao trabalho mais rapidamente, passear pela cidade com mais comodidade e segurança.

A questão em destaque não é possuir ou não um bem material, mas sim tomar cuidado com o sedentarismo que hoje em dia afeta uma grande parte da população, deixando-os relaxados demais e descuidados com a própria saúde.

Acho que não estou exagerando ao comentar sobre isso, pois o que vemos diariamente é o número de automóveis aumentando nas ruas das cidades pelo mundo afora. Sendo usados para tarefas simples, como comprar pão na padaria da esquina. Verdade, isso acontece sim.

Enquanto isso as pobres bicicletas estão esquecidas nas lojas e oficinas, esperando para serem compradas e usadas, e voltarem a passear com você pelas ruas da cidade, melhorando a sua saúde, poupando os mangos do seu bolso com combustível e deixando o meio ambiente mais limpo e perfumado.
Percebeu os benefícios de andar de bike?

Bicicleta hoje é tratada como brinquedo infantil na maioria das vezes, e enquanto a criança cresce, vai-se poupando dinheiro em uma conta para que ela compre seu veículo logo que complete sua maioridade. Isso deixa o jovem mal acostumado, sedentário, indisposto, sujeito a problemas de saúde como estresse, o próprio sedentarismo, problemas cardíacos e respiratórios causados pela falta de práticas esportivas, etc...

Digo essas coisas pois conheço vários amigos e amigas que tem uma espécie de imã conectado diretamente da bunda para o banco da moto que não desgruda nem com inversão de polaridade. E quando os chamamos para ‘bater uma bolinha’ ou fazer uma caminhada, eles inventam mil e uma desculpas para não irem. Mas chega o fim de semana, estão rodando pela cidade, comendo em rodízios e vivendo a vidinha insaudável que levam.

Voltando a falar das bicicletas, seria muito mais útil, econômico e saudável se todos aprendessem a usá-las diariamente para ir ao trabalho e fazer tarefas simples como encontrar amigos, sendo provado científicamente o resultado dessa atividade como a redução do estresse do trânsito, causado pelos incidentes e a lentidão, recuperação da disposição física motora, regulação da respiração, entre outros benefícios.

Diminuindo também os gastos com combustível, manutenção, revisão, entre outros que temos com os automóveis. Sabendo também que bicicleta não estraga fácil, não é mesmo gente?

Também se vê o benefício ambiental com a redução de emissão de gases CFC na atmosfera e a poluição sonora que temos todos os dias.

Deixe mais vezes o carro e a moto em casa, use-os apenas para dias chuvosos, sair com a família ou com a galera, ou para fazer viagens longas. Tenho certeza que seu bolso agradecerá e muito. Sua saúde te recompensará com muita disposição, um pulmão firme e um coração duro na queda.

Bicicletas não podem ficar paradas ou esquecidas, no fundo de casa, nas lojas ou oficinas. Bicicletas são tão nossas amigas quanto um cachorro.

Procure a loja mais próxima ou mais barata e compre já a sua. Também tem várias bicicletas usadas, porém reformadas e baratas nas oficinas próximas da sua casa.

E aí, vamos dar um rolê de bicicleta?

Obrigado por ler esse post. É uma questão de saúde humana e ambiental. Compartilhe nas redes sociais e marque seus amigos. Monte um grupo de pedalada e passe essa ideia de saúde para frente.
2017 para Ouro Preto do Oeste - Minha visão

2017 para Ouro Preto do Oeste - Minha visão

O ano passou e há muito tempo eu não apareço por aqui pra escrever, não é mesmo?
Pois então. Estamos de volta para mais comentários sobre tudo.

2017 é um ano de "recomeço" em vários sentidos.
Primeira e obviamente por ser um novo ano na vida de todos, e segundo pelo fato de termos uma nova administração em nossa cidade.

A esperança de todos é que tudo corra bem e que nossa cidade recupere o prestígio e a vontade de viver que tinha antes.

A administração do prefeito anterior foi inquestionável na questão de manutenção e administração do município, mas deixou muito a desejar em outros pontos chaves e essenciais da nossa cidade.

Como estamos localizados na região central do estado, somos uma cidade de que chama atenção pelos seus eventos, que nos oito anos de administração do antigo prefeito, não houve. Na verdade, até certa temporada aconteceram, mas não foi continuado, o que deixou muitos aborrecidos e fez cair o movimento na nossa cidade.

Outro ponto crucial na antiga administração que negativa, em minha opinião, quase todo o período de mandato, é o emprego, ou melhor, a falta dele.

Digo isso com plena convicção de certeza, pois para provar que não minto é só interrogar as pessoas que foram embora pelo fato de não conseguirem trabalho aqui em ouro preto, das casas que estão à venda, carros, motos que não podem ser mantidos porque os donos não trabalham para pagar os impostos. Efeito da falta de emprego.

Se não tem emprego não tem dinheiro para gastar nos comércios daqui; se não gastam nos comércios eles não lucram; se eles não lucram não conseguem pagar impostos e fornecedores; então eles fecham.
Querem contar quantas grandes empresas fecharam nesse período de oito anos?

Ouro preto passou a ser reconhecida nacionalmente pela limpeza, organização, cidade modelo para vários municípios, rendendo elogios ao antigo prefeito. Chegando até a receber elogios de estrelas nacionalmente conhecidas como André Valadão, Daniel, preço, parangone, entre outros.
Porém, a frase diz tudo: "cidade bonita não enche barriga."

Tenho certeza que aqui não existem apenas aposentados e funcionários públicos.
Deixando o passado de lado, espero que nova administração faça um ótimo trabalho nessa questão. Focalize no emprego para seus munícipes, senhor prefeito.

Sua cidade gera imposta quando seu morador tem dinheiro para pagá-lo.

Prefiro uma cidade esburacada, mas com os moradores tendo dinheiro no bolso e condições de manter-se sem precisar ir embora, do que uma cidade linda e modelo tendo seus moradores desempregados.

2017 começam com os novos eleitos e os permanecestes trabalhando duro para continuar o trabalho deixado pelos antecessores, e inovando com novos projetos e idéias.

Espero que se lembrem do esporte que tanto destaco nesse blog. Pois foi outro ponto esquecido pela antiga administração, que ainda nos tirou o estádio municipal.

Mas bola pra frente que o jogo continua.
Só quero o bem para minha cidade e todos que moram nela.
Passaram-se oito anos focando em limpeza e infra-estruturar, vamos passar esses próximos anos cuidando do que foi esquecido. Do emprego para nós.


Obrigado e se compartilha o ponto de vista, compartilhe esse post nas redes sociais.