Cultura da Cidade - Onde está?

Olá. Tô de volta.
Demorei, mas estou aqui pra comentar mais sobre os assuntos da nossa cidade.

Eu gostaria muito de poder escrever sempre um artigo por semana, ou quem sabe até dois, mas eu não tenho computador próprio e fica difícil pra mim editar meus artigos no trabalho, pela correria que acontece lá.
Mas vou ver se agilizo essa parte, e caso queira me ajudar, criei uma página de contribuição no site. Dá uma passada lá clicando aqui >> CONTRIBUIÇÃO.


Agora vamos ao ponto, destacando o título da postagem: Cultura da Cidade - Onde está?

Recentemente aconteceu em nossa cidade a 2ª edição do Festival do Milho, que aconteceu no bosque municipal. Muito legal com shows, comidas caras derivadas do milho, como: mingau, milho cozido, pamonha, pastel... não, pera... pastel não. Mas tinha lá.
Não pude participar da 1ª edição ano passado pois eu não estava aqui, mas também não iria mudar a vida de ninguém, não é mesmo? .. Não respondam.

Até aí tudo bem, apesar de eu não ver na história Ouro Preto tendo destaque na produção de milho da região. Mas gostei do evento, pois é um evento que tira essa 'paradeira' da nossa cidade.
Ficaria mais cabível fazer uma festa em homenagem ao café, ao cacau ou até ao leite, pois já fomos bem mais notados no estado nessas áreas, sendo a maior bacia leiteira do estado na época de ouro de Ouro Preto.

Veja fotos do evento abaixo (não ficaram legais não):



Então né.
Como eu ia dizendo, gostei da ideia por ser um evento, evento mesmo, mas se homenageássemos o café, cacau ou leite ficaria mais representado pela história. Até porque isso é cultura.
Homenagear aquilo que nos trouxe avanços, aquilo que marcou nossa história, isso sim é representar a cultura do lugar.
E como nossa cidade está escassa de eventos que mobilizem a população, o festival foi bem aceito e com certeza dará prosseguimento nos anos seguintes.

Acho que nossos secretários culturais, se tivermos algum, deveriam começar a trabalhar mais e realizar mais eventos culturais, pois somos um povo abençoado de criatividade e de recursos naturais favoráveis. Posso citar algumas idéias:

  • Se tivéssemos uma feira artesanal aberta, as pessoas poderiam expor suas criatividades, em bordados, pintura, costura, arte com frutas ou até aqueles com coquinhos, sabe? Poderíamos conhecer as mentes criativas que trabalham bem com a borracha reciclada de pneus, garrafas pet, latinhas e outras coisas. Temos pessoas mais velhas experientes em sua vida que fazem esse tipo de trabalho aqui na cidade e merecem um evento para apresentar sua arte para nós mesmos. Quem sabe nessa feira poderíamos até acrescentar os ótimos desenhistas que estão por aí desenhando em quadros, cadernos e deixando esquecidas suas artes sem um lugar para apresentar, grafiteiros que sofrem com a ignorância da sociedade que os confunde com 'pixadores', e não tem lugar para apresentar seus trabalhos. Que custo isso teria para nossa cidade? Nenhum absurdamente impossível de arcar. Precisaríamos apenas de um espaço (que temos vários na cidade), mesas, entre outras coisas.
  • Nós temos uma praça rica de história que sofre a degradação e o castigo do tempo e da natureza, onde percebemos que as administrações não ligam para nossa cultura realmente, vendo o deprimente estado dessa praça que já foi local de aconchego de tantas crianças e famílias. E se transformássemos ela na nossa 'Praça da Cultura', construindo em lugar de sua antiga quadra de areia um museu municipal onde conheceríamos mais sobre a nossa história, tendo já mesmo ali na praça o monumento em madeira onde está esculpido toda a história da formação da cidade. Mas tem que andar rápido, pois o monumento está apodrecendo.
  • E se nós tivéssemos espalhados pela cidade, enfeites e decorações que alegrasse nosso dia, deixando nossa cidade 'estância turística' mais agradável aos olhos, chamando a atenção dos visitantes para a história da cidade.
Estas são algumas das minhas idéias. Espero que tenha agradado a você que leu esse conteúdo até aqui. Deixe você também nos comentários a sua ideia para restaurarmos a cultura de Ouro Preto do Oeste.

Veja também:

COMPARTILHAR

Autor:

Locutor, atleta, coach do bem estar, humorista, imitador, e muita coisa. Como digo, "1001 em 1".

Apaixonado pela Luane, pela Laís e pela Letícia, por comunicação social, por HQ, por animes, pelo Flamengo, por blogar e principalmente por JESUS.

Anterior
Proxima