• Breaking News

    Greve dos Professores - Todo ano tem

    O assunto hoje é meio tretoso, mas tem fundamento.
    Vamos lá.

    De quatro em quatro anos temos eleições presidenciais e Copa do Mundo.
    De dois em dois anos temos o Rock in Rio.
    Mas uma coisa que estamos tendo todo ano há um bom tempo éééééééé....
    GREVE DOS PROFESSOREEEEES!!!

    Galera, não vou criticar contra os professores, vou apenas comentar visando os dois lados. O lado dos professores e o lado dos alunos.

    Vamos abordar primeiro a questão dos alunos:

    Todo ano é a mesma coisa. Inicia-se o ano letivo e a greve começa junto.
    Tudo bem, eu entendo que o salário do professor no Brasil é uma bosta, mas tem alguns pontos aí.

    Tiveram um período de férias escolar para correrem atrás de seus interesses, porque não fizeram? Pelo que vejo, usam a paralisação das aulas como uma forma de chantagem para apressar o governo a resolver o problema com o salário. Trago verdades, o governo não liga para vocês (professores), quem dirá pros alunos.
    Outra coisa a expor é que a greve se deve ao 'não reajuste anual de salário', mas se os salários não atrasaram, se lutam apenas pelo reajuste, porque prejudicar os alunos com greves? Porque não buscaram outra forma ou uma equipe que recorresse pela classe perante as autoridades para que os alunos não fossem lesados pela paralisação?

    Vendo tantas greves e paralisações por causa de dinheiro, desconheço a frase "amor à profissão". Se bem que nem todos aderiram a greve, e esses sim podem falar com orgulho que amam a profissão. É claro que todos trabalhamos para nos sustentar, precisamos do dinheiro, mas quando o dinheiro está acima do prazer de executar a profissão, no caso lecionar, isso não se define como amor à profissão.

    Outro ponto a ser abordado é que... professores... vocês tiveram escolha ao ingressarem na carreira de pedagogo, professor, vocês escolheram ser o que são, mesmo sabendo que o governo desvaloriza, que teriam baixos salários, vocês escolheram isso. Já os seus alunos que estão parados, perdendo aula, incapacitados de aprender, esses ainda estão escolhendo, e vendo tanta briga, greve e paralisação, eles não quererão serem professores, pois o que eles vêem é uma briga, Professores versus Governo, e não vêem o tão chamado amor à profissão, mais uma vez citado aqui.

    Dêem a oportunidade para que seus alunos aprendam e decidam o que querem ser, mas estudando.

    Agora vamos olhar o lado do professor:


    Segundo a matéria, na imagem acima, do site News Rondônia, o reajuste anual é realmente estabelecido por lei e ,eu em nome dos estudantes, como um ex-aluno que tem amor e respeito aos professores, sinto muito pelo governo corrupto e hipócrita que temos, e que não reconhecem o esforço dos nossos professores. Para aprovar o aumento de salário dos deputados não é discutido nem duas vezes, mas para aumentar o salário dos professores em 6,81% eles preferem que os alunos sejam afetados do que ceder e cumprir uma lei que exige isso. Por isso citei acima que o governo não liga para os alunos.

    Os professores merecem respeito, reconhecimento. Todos sabemos que sem o professor não teríamos as profissões ou profissionais que temos hoje. Os professores são os inspiradores de nossas vidas, motivadores dos nossos sonhos, despertadores dos nossos talentos. Se hoje escrevi esse artigo, esse desabafo, foi porque lá atrás, quando eu estudava na escola estadual, eu tinha professores que reconheceram meu potencial, me motivaram a continuar a escrever, não parar jamais. Eles me motivaram a ser o futuro jornalista que quero ser.

    E o governo, não cumprindo com suas obrigações, obriga também os professores, como um ato desesperado, a paralisar seu trabalho árduo de anos para forçar e exigir o merecido aumento. Privando os alunos que ficam em casa a desenvolver seu talento em potencial na escola e apresentá-lo para o mundo.

    O que esses alunos estão fazendo em casa quando não estão na escola? Os pais devem estar trabalhando e eles de bobeira em casa sem fazer nada. Uma ótima oportunidade para o "amiguinho" tragá-lo para o caminho errado, motivar a usar drogas, a praticar furtos ou sabe Deus o que mais.

    O que acontece em tudo isso é um efeito dominó, onde o último prejudicado é o aluno que não tem a oportunidade de aprender.

    Finalizo com uma frase de Aristóteles que diz:
    A educação tem raízes amargas, mas os seus frutos são doces.
    PS: Em breve vou lançar minha música pro professores. Uma paródia bem bacana. Aguardem. 

    Nenhum comentário

    Sua opinião